Valve libera “Counter Strike: Source” no Steam para Linux, e novos games

Share

Em meio a um cenário conturbado, onde de um lado muitos não concordaram com a vinda de games proprietários para o o universo Linux, e de outro lado muitos achavam que os Linux Users não iriam aderir a causa, a aposta da Valve e da Canonical em trazer o Steam para Linux está dando mais do que certo.

Após o anúncio do Counter Strike 1.6 e do Half Life 1 para a versão Linux do Steam, a Valve anuncia mais alguns games para Ubuntu, e dentre eles está mais um da franquia Counter Strike, o CS: S – Counter Striker: Source.

O Counter-Strike: Source, assim como o Team Fortress 2, usa o motor de games Source (saiba mais sobre ele aqui), e por isso é provável outros games que utilizam este mesmo motor, como por exemplo o Half Life 2,  possam ser portados para Linux dentro em breve.

Outros títulos que podemos encontrar na lista são ClosurePsychonauts e Shank 2.
psychonauts
Psychonauts
shank2
Shank 2

Atenção!

Um detalhe importante: se você procurar o Counter Strike: Source na lista de games para Linux você não o encontrará, mas fique tranquilo que o gameestá disponível e pode ser jogado no Linux – simplesmente não selecione “Linux” como seu Sistema Operacional na busca. Provavelmente isso é um pequeno bug e a equipe de desenvolvimento do Steam corrigirá isso em breve.

Enquanto isso no mundo Windows…

As vezes eu acho que a Microsoft é como aquele amigo que não pode ver você melhor do que ele, e já vai fazendo te tudo pra ficar por cima… mas sempre “mete o pé pelas mãos”.

Transtornada com o sucesso do Steam para Linux e indignada com a posição do Gabe Newell em dizer que o Windows 8 é uma porcaria, a Microsoft simplesmente decidiu não quererem nenhum game da franquia Halo no Steam para Windows. O “Halo 4”, parte de uma nova trilogia, foi lançado especificamente para o Xbox 360 e faria sua estreia para computadores no Steam.

Bom, se eles não querem, manda pra cá que nós queremos :)

Fonte

Quer continuar por dentro das novidades do Blog Seja Livre? Siga o nosso perfil no TWITTER, curta a nossa página no FACEBOOK ou adicione o Blog Seja Livre nos seus círculos do GOOGLE+.