Usando o Rsync como Backup

Share

Fala galera, estou trazendo mais uma dica para quem sempre esta fazendo no seu backup dia a dia. Uma coisa que quase 90% das pessoas que conheço não faz e que quando eles perdem “te culpam” achando que você sempre tem culpa dos erros “básicos” que eles (clientes) fazem …

A forma que eu coloquei a ferramenta aqui para o uso de sincronização dos arquivos como backup foi feita de uma forma mais simples para que você, que não conhece o Rsync, possa fazer a utilização já na primeiro encontro =D. Claro que ela tem os argumentos mais avançado que se possível quero lhes apresentar.

Vamos partir do princípio.

 As flag’s que utilizei na vídeo aula e não expliquei o que cada uma faz, estão logo abaixo.

-v = Verbosidade, faz o Rsync relatar o que está fazendo.

-r = Recursividade, faz ele buscar arquivos nas subpastas. Sem esse argumento ele só busca o primeiro nível de origem.

 -delete = Apaga os arquivos do destino que não existem na pasta origem (TOME CUIDADO AO USAR)

-z = Ativa a compressão dos arquivos. Torna a transferência mais rápida.

 E não se esquecendo que ( /origem) sem a barra no final copia a pasta para o destino. Já com a barra no final ( /origem/ ) copia o conteúdo dentro da pasta.

Para quem quiser ver sobre “Crontab” basta acessar o meu canal ou acessar o link  aqui do blog.

Quer continuar por dentro das novidades do Blog Seja Livre? Siga o nosso perfil no TWITTER, curta a nossa página no FACEBOOK ou adicione o Blog Seja Livre nos seus círculos do GOOGLE+.