Ubuntu 12.10: agora você pode desabilitar a pesquisa online no Dash

Share

Após o advento das pesquisas online, aliadas as publicidades da Amazon diretamente no Unity, a Comunidade fez sua voz ser ouvida e apresentou diversas reclamações quanto a segurança e a privacidade dos usuários em virtude destas “novidades”.

Na semana passada Jono Bacon, um dos principais desenvolvedores da Canonical, veio a público e anunciou que eles estavam implantando o protocolo HTTPS nestas busca afim de diminuir a quase zero as possibilidades de vazamento de dados, e Mark Shuttleworth, o “pai do Ubuntu”, também anunciou que a Canonical estava implementando mecanismos para que os usuários tivessem a opção de desativar esta funcionalidade.

E após alguns dias de espera ansiosa (e diversos flames sobre o assunto), a Canonical anunciou esta manhã o Unity 6.8.0, que trás, principalmente, o que todos aguardavam: a opção de desabilitar as pesquisas online no Ubuntu, que pode ser acessada em Configurações do Sistema >> Privacidade >> Pesquisas Online:

Apesar da liberação, a Canonical afirmou que ainda há muita coisa a ser melhorada e liberou alguns exemplos de como poderá ser este menu:

  

Fonte

Comentário

Mesmo estando feliz com a “preocupação” da Canonical em atender a Comunidade Ubuntu, fico preocupado com as intenções por trás das atitudes. A publicidade digital está se tornando a cada dia o meio mais rentável de anunciar produtos e serviços. Os anunciantes ganham cada vez mais clientes, os publishers geram renda através de suas páginas e os usuários conseguem comprar produtos e serviços em condições interessantes.

A internet já está repleta de anúncios (inclusive aqui no Seja Livre…) e não temos mais como fugir disto, porém o que me preocupa é a publicidade on desktop, onde o usuário não precisa entrar na internet para ser bombardeado de conteúdo publicitário. Basta ligar seu PC que os anúncios estão bem ali, na sua área de trabalho, nos seus aplicativos, em uma simples busca no dash… a Microsoft foi uma das pioneiras nisso, ao lado do Google. As versões trial dos produtos do Tio Bil Gates são repletas de publicidades, e o Android… bom, não preciso nem falar: quem não se irrita ao ver publicidade em quase todos os Apps que baixamos?

Espero que o Ubuntu não siga o mesmo caminho….

Quer continuar por dentro das novidades do Blog Seja Livre? Siga o nosso perfil no TWITTER, curta a nossa página no FACEBOOK ou adicione o Blog Seja Livre nos seus círculos do GOOGLE+.