TDF e MOTAH anunciam o programa de localização para o LibreOffice

Share

A Document Foundation e o Programa Nacional Para Tecnologias em Software Livre e de Código Aberto (Motah http://www.motah.org.sa) da Cidade de Ciência e Tecnologia Rei Abdulaziz na Arábia Saudita (KACST) anunciam o programa de localização para melhorar o suporte à língua árabe, resolver bugs relacionados, e contribuir para a melhoria e desenvolvimento do LibreOffice.

O projeto LibreOffice (http://motah.org.sa/en/?q=node/94) é uma das atividades do programa Motah no KACST, onde vários produtos de software em diversos campos são estudados para explorar o alcance do suporte à língua arábica e sua adequação às necessidades dos usuários árabes. Em seguida, o time do Motah trabalhará na melhoria dos produtos selecionados para alcançar as necessidades e requerimentos. O LibreOffice foi selecionado para ser seu primeiro projeto de localização por conta de sua importância como suíte de escritório, cujas funções são necessárias para todos os usuários de computadores.

Os principais objetivos do projeto do Motah são:

  1. Estudar o LibreOffice e identificar os bugs relacionados ao idioma árabe, e validar que o software suporta corretamente os idiomas escritos da direita para a esquerda em todas suas funções e operações.
  2. Trabalhar para resolver esse bugs e melhorar o suporte do LibreOffice para idiomas escritos da direita para a esquerda. Os bugs serão àqueles descobertos pelo Motah como também àqueles existentes no site do Bugzilla do LibreOffice.
  3. Trabalhar na simplificação e melhoria da interface gráfica do usuário do LibreOffice, para melhorar a usabilidade do software.
  4. Trabalhar na melhoria da documentação em árabe, bem como na adaptação para o árabe da interface do usuário, revendo e melhorando a tradução existente.

“As contribuições principais do Motah são uma demonstração das vantagens únicas da Document Foundation como projeto independente capaz de levar adiante a suíte livre de escritório e melhorar o nível da interoperabilidade”, comentou Florian Effenberger, Presidente do Conselho da TDF. “Somente com o equilíbrio entre investimentos empresariais e o compromisso voluntário da Document Foundation podem dar alcance global ao LibreOffice, e oferecer aos usuários uma suíte livre de escritório na sua língua nativa, independente do potencial – em termos de negócios – de sua região”

O árabe moderno padrão é a língua oficial em 26 países( (Argélia, Bahrain, Chade, Comores, Djibouti, Egito, Eritreia, Irã, Iraque, Israel, Jordânia, Kuwait, Líbano, Líbia, Mali, Mauritânia, Marrocos, Niger, Omã, Autoridade Palestina, Quatar, Arábia Saudita, Somália, Sudão, Síria, Tunísia, Turquia, Emirados Árabes Unidos, Iemen), e é falado por mais de 440 milhões de pessoas.

A língua árabe moderna é derivada do idioma do Alcorão (conhecido como Árabe Clássico ou Árabe Corânico) e é amplamente ensinado nas escolas e universidades, e utilizado com variada intensidade nos escritórios, governos e na mídia.

O LibreOffice é disponível no idioma nativo de 95% da população mundial, graças a uma comunidade global de voluntários abrangendo os cinco continentes.

Sobre a Document Foundation (TDF)

The Document Foundation é uma organização aberta, independente, autogovernada, meritocrática, montada sobre os dez anos de trabalho dedicados para a comunidade OpenOffice.org. A TDF foi criada na crença de que a cultura de uma fundação independente agrega o melhor dos esforços de empresas e de voluntários, produzirá a melhor suíte de escritório. A TDF está de braços abertos a qualquer indivíduo que concorde com seus valores primordiais, que contribua com suas atividades, e recebe calorosamente a participação de empresas, por exemplo, através de alocação de pessoal que trabalhe de igual para igual com os demais contribuidores da comunidade. Em março de 2012, a TDF tem 140 membros e mais de mil voluntários e contribuidores ao redor do mundo.

Contatos para mídia

Eliane Domingos de Sousa (base no Rio de Janeiro, Brasil, UTC-3) E-mail: elianedomingos@documentfoundation.org – Skype: elianedomingos

Florian Effenberger (base em Munique, Alemanha, UTC+1) E-mail: floeff@documentfoundation.org – Skype: floeff

Charles H. Schulz (base emParis, França, UTC+1) E-mail: charles.schulz@documentfoundation.org

Italo Vignoli (base em Milan, Itália, UTC+1)E-mail: italo.vignoli@documentfoundation.org – Skype: italovignoli GTalk: italo.vignoli@gmail.com

Tradução voluntária: Olivier Hallot

Quer continuar por dentro das novidades do Blog Seja Livre? Siga o nosso perfil no TWITTER, curta a nossa página no FACEBOOK ou adicione o Blog Seja Livre nos seus círculos do GOOGLE+.