Sites do Governo Federal brasileiro, incluisive do Exército Brasileiro, são atacados novamente pelos LulzSec

Share

Ontem, para marcar o retorno das operações do grupo hacker LulzSec em “terras brasileiras”, os alvos novamente foram sites de órgãos ligados ao Governo Federal, incluindo o Exército Brasileiro.

Os ataques de negação de serviço (DDoS), que duraram cerca de 2 horas e 30 minutos, colocaram “abaixo” os sites planalto.gov.br, presidencia.gov.br e exercito.gov.br, e foram apoiados pelo grupo hackerativista brasileiro Havittaja, que iniciou na semana passada a #OpGlobo contra subdomínios da Rede Globo de Televisão.

Apesar do Exército Brasileiro ter anunciado no início deste ano a compra de novos equipamentos e a implementação de novas políticas de Segurança Cibernética, os ataques de ontem foram realizados com sucesso.