Samba recebe contribuição de código da Microsoft

Share

Um desenvolvedor da Microsoft contribuiu com um código para o projeto Samba. O patch, que fazia parte de uma prova de conceito para a proteção estendida de NTLM, foi apresentado por Stephen A. Zarko, do Centro de Tecnologia Aberta da Microsoft, e  já foi apontado como a “passagem de um marco”, por Chris Hertel da equipe do Samba.

O Samba fornece ferramentas que permitem a interoperabilidade dos protocolos SMB do Windows e o CIFS, em redes Linux e sistemas baseados em Unix. Isso não é bem a primeira contribuição de um funcionário da Microsoft, pois em 1993, Lee Fisher, um funcionário da Microsoft, acrescentou uma declaração de depuração para o SMBcreate. Porém, nos anos que se seguiram, os desenvolvedores do Samba tiveram que recorrer cada vez mais a engenharia reversa, para saber como Microsoft avançava em seu protocolo de compartilhamento (Veja  HealthCheck: Samba para conhecer a história do projeto).

Foi necessário um julgamento em 2007 por uma Comissão Europeia, onde foi exigido que a Microsoft publicasse os seus protocolos para simplificar o processo de desenvolvimento do Samba. Hertel diz: “Alguns anos atrás, uma apresentação do patch de codificadores da Microsoft teria sido incrível, a ponto de impensável. Ainda bem que os tempos mudaram … ”

 

 

Fonte: www.h-online.com

Quer continuar por dentro das novidades do Blog Seja Livre? Siga o nosso perfil no TWITTER, curta a nossa página no FACEBOOK ou adicione o Blog Seja Livre nos seus círculos do GOOGLE+.