NVIDIA responde a crítica de Linus Torvalds

Share

A NVIDIA liberou um comunicado em resposta a Linus Torvalds sobre sua crítica (e bota crítica) com relação a compatibilidade e suporte as placas NVIDIA Optimus e outras questões. Como você já deve saber, Linus Torvalds soltou um tremendo “F***** Nvidia!”, devido a enorme frustração que toda a Comunidade Linux tem em relação ao suporte da Nvidia ao Linux.

Como relata o Phoronix, a NVIDIA abordou a situação dizendo que o “suporte ao Linux é importante”, e que compreende as frustrações das pessoas. Ela também disse que grande parte da carga de trabalho deles é com o suporte do Linux em arquiteturas ARM e, tendo em vista suas dificuldades, eles decidiram, ao invés de “focar no desenvolvimento para Linux”, desenvolverem um código comum, que pudesse ser compartilhado com usuários de todas as plataformas.

Dirigindo-se aos problemas com os chips Nvidia Optimus, eles disseram: “Quando lançamos a nossa tecnologia de Notebook Optimus, foi com suporte para o Windows 7 apenas. A comunidade open source reuniu-se para contornar isso com o apoio do Projeto de Código Aberto Bumblebee. E, como resultado, nós recentemente fizemos uma alterações no Installer e no Readme de nossos drivers R295, que foram concebidos para tornar a interação com Bumblebee mais fácil. ”

Eles apresentaram outras justificativas como o desempenho do OpenGL da Nvidia ser o mesmo do Windows no Linux, a variedade de GPUs suportadas no Linux, incluindo a GeForce, Quadro e a classe Tesla, a participação ativa da Nvidia no kernel Linux e etc.

Bom, em partes eu concordo com o Linus, não só com relação a Nvidia, mas olhando de forma macro. A maioria esmagadora das empresas de hardware literalmente “defecam” (pra não usar o mesmo nível de vocabulário que o próprio Linus usou) para a plataforma Linux, como um todo. Legal o que a Nvidia tem feito com relação a tudo que foi explanado por eles, porém isso não é mais que a obrigação básica de uma empresa de hardware: fornecer suporte ao seus usuários.

Sei que isso não é o que acontece na prática, onde vemos verdadeiros cartéis formados por gigantes da tecnologia como a Microsoft, com fabricantes de hardware, como é o claro e recente caso do Secure Boot, mas é o que deveria acontecer por respeito ao usuário, até por que, quem “paga” os lucros destas fabricantes somo nós.

Leia mais aqui

Quer continuar por dentro das novidades do Blog Seja Livre? Siga o nosso perfil no TWITTER, curta a nossa página no FACEBOOK ou adicione o Blog Seja Livre nos seus círculos do GOOGLE+.