LibreOffice Magazine 4 é lançada

Share

Resistência e Desistência

Nesses últimos dias corre pelas comunidades de Software Livre e nas redes sociais brasileiras, notícias de retrocesso de um estado do Brasil no uso de formatos abertos de documentos. Ao mesmo tempo, nesta edição vamos mostrar um texto onde é possível perceber como resistir as essas investidas, pensando e planejando cuidadosamente a migração para Software Livre.

Há ainda, nesta edição, um artigo sobre o Consegi que esta se tornando “uma arena para a troca de experiências e construção de acordos de cooperação utilizando tecnologias livres”, segundo seus organizadores, além da entrevista com um de seus idealizadores. E é lá que acontece, nesse ano o 1º Encontro Nacional do LibreOffice. Coloque na sua agenda e vá participar!

Falamos também sobre o framework Demoiselle, um projeto iniciado dentro do Serpro, um dos organizadores do Consegi. Nossa! Tudo se encaixa!

E continuamos com nossas dicas e tutoriais sobre LibreOffice, mostrando calculo de horas, função SE,  LibreLogo – que pode iniciar as crianças na programação de forma divertida, além de um tutorial “bacaninha” para leigos que queiram instalar o LibreOffice – da TDF, no Ubuntu e entrevistas com artista de grande sensibilidade como Marc Paré, ou batalhadores, desde sempre, por Software Livre como Emanuel Negromonte. Ainda vai aprender como criar assinaturas para o Thunderbird e um PDF Hibrido, utilizando o LibreOffice.
E a Parte II do artigo sobre o kernel Linux.

Será que, com a disponibilidade de nossos colaboradores e muitos outros que batalham por formatos de código aberto e compartilham seus conhecimentos, não é possível repensar sobre a adoção de formatos aberto de documentos?

Vamos respondendo fazendo nosso trabalho dia a dia!

A todos os Colaboradores que participaram desta edição, os nossos sinceros agradecimentos.

Boa leitura!

Baixe já a edição 4: http://goo.gl/hBgFx

LM-ED04

Quer continuar por dentro das novidades do Blog Seja Livre? Siga o nosso perfil no TWITTER, curta a nossa página no FACEBOOK ou adicione o Blog Seja Livre nos seus círculos do GOOGLE+.