Kubuntu decide não implementar o Mir

Share

Nesta semana Thomas Voß apresentou alguns screenshots do Mir, o novo servidor gráfico do Ubuntu, rodando no Gnome Shell, XFCE e LXDE (a compatibilidade com o KDE ainda está em desenvolvimento). Apesar de ter sido desenvolvido otimizadamente par ao Unity, o Mir demonstra uma incrível performance nos outros ambientes de desktop testados:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Independente da performance ou da padronização do Ubuntu, algumas comunidades das variantes do Ubuntu, como o Kubuntu por exemplo (que usa KDE), já anunciaram que não implementarão o Mir em seus sistemas.

Em um post no blog do KDE Jonathan Riddell, um dos responsáveis pelo projeto, anunciou que o Kubuntu 13.10, assim como o 14.04 LTS, continuarão utilizando o Servidor X. Abaixo ele explica seus motivos:

Há alguns meses atrás a Canonical anunciou o seu novo servidor gráfico para o Ubuntu, o Mir. É uma pena que o mercado de desktops Linux não decolou na virada do milênio como todos esperávamos,  e alguns projetos sentem a necessidade de seguir um estilo de abordagem mais Apple ou Android,  fazendo um sistema operacional que funciona isoladamente e não como parte de um método de desenvolvimento da comunidade.

Aqui no Kubuntu ainda queremos trabalhar como parte do desenvolvimento da comunidade, tendo o KDE e outros upstreams para colocá-los em computadores em todo o mundo. Então, enquanto o Ubuntu desktop decide usar o Mir nós não os acompanharemos. Nós vamos ficar com o X já para versão 13,10 que está em desenvolvimento, inclusive para versão 14.04LTS. Em contra partida estamos planejando mudar para o Wayland, que funciona muito bem no KDE, e é o qualquer outra distro Linux deve fazer.

 

 

Quer continuar por dentro das novidades do Blog Seja Livre? Siga o nosso perfil no TWITTER, curta a nossa página no FACEBOOK ou adicione o Blog Seja Livre nos seus círculos do GOOGLE+.