Instalar e Desinstalar Kernel em extensão .deb

Share

Todos nós sabemos que o kernel é o coração do sistema. Sabemos que através de uma atualização do mesmo, podemos melhor drasticamente o desempenho do nosso sistema operacional ou até mesmo quebrando o sistema, deixando de funcionar alguns programas ou partes do hardware.

Uma atualização do kernel provém da Canonical que compila a versão para o Ubuntu e coloca nos repositórios para os usuários das distros poderem fazer a atualização com segurança, garantia que quase 100% não irá dar algum problema.

Outra forma de atualização é a compilação do Kernel para somente o teu tipo de hardware, retirando algumas coisas que para você não será útil, fazendo com que você ganhe desempenho além de ter um controle maior sobre os drivers que estão no PC.

E a forma que hoje eu estou mostrando através da vídeo aula, onde você irá entrar em um site (http://kernel.ubuntu.com/~kernel-ppa/mainline/) para poder fazer o download os arquivos em extensão deb e com muita facilidade instalar uma versão recente do kernel para muito fins, desde uma correção de drivers WIFI, desempenho ou até mesmo por teste.

Lembrando que se alguma coisa der errado, você se garanta que tenha uma versão antiga de um kernel “estável” para conseguir entrar no sistema depois para fazer as devidas reconfigurações, se for preciso.

 

Legenda dos comandos utilizados

uname -r = versão do kernel

uname -m = versão de arquitetura

dpkg -i = instalação de arquivos

purge = desinstalação do software junto com todas as configurações do mesmo

| grep = o PIPE faz a exportação do conteúdo do primeiro comando para o segundo junto com o GREP que faz o filtro da busca

 

Lembrando que se você preferir fazer a desinstalação através do Ubuntu Tweak do kernel corrente, aquele que você está usando no momento no sistema, lembre-se de entrar com um kernel antigo para fazer desinstalação segura.

Quer continuar por dentro das novidades do Blog Seja Livre? Siga o nosso perfil no TWITTER, curta a nossa página no FACEBOOK ou adicione o Blog Seja Livre nos seus círculos do GOOGLE+.