Instalando o Modem Claro 4G Max no Ubuntu 14.04

Share

Estes dias um amigo nos procurou para instalar seu modem Claro 4G Max (Huawei e3276) no Ubuntu 14.04. O problema dele era que no site da Claro diz claramente que a empresa oferece suporte à instalação no Linux através da Central de Atendimento, porém ao ligar pra mesma, a atendente informou o contrário… novidade, né?

Vamos lá:

Conecte seu modem ao PC e abra seu terminal. Provavelmente ao conectar o modem irá aparecer uma mensagem dizendo que o dispositivo tem um software de início automático e se você quer executá-lo. Pode clicar em “Cancelar”.

No terminal, digite:

eject sr1
sudo modprobe usbserial vendor=0x07d1 product=0x7e11

Após isso o Ubuntu estará reconhecendo seu Modem. Clique no ícone de rede na barra de tarefas e escolha “nova conexão banda larga móvel”, e siga os passos para configurar seu plano de dados (no caso do 4G Max, em “Plano” escolha a opção “Padrão”.

Menu_001

Para que seu Ubuntu reconheça seu modem sem que você precise digitar toda vez  os comandos acima, abra seu terminal e execute:

nano /etc/usb_modeswitch.d/07d1:a804

Copie e cole o conteúdo abaixo:

########################################################
# Claro 4G Max HSUPA 3.75G USB Modem
# 07d1:a800 <--> 07d1:3e02
# H/W Ver. A1
# F/W Ver. 1.04 Upgraded to 1.05b01
# Upgrades at ftp://ftp.dlink.co.uk/dwm_3G/DWM-156/
# 27-Jan-2011

DefaultVendor= 0x07d1
DefaultProduct= 0xa804
TargetVendor= 0x07d1
TargetProduct= 0x7e11

DetachStorageOnly=0

# Standard SCSI eject
MessageContent="5553424312345678000000000000061b000000020000000000000000000000"
MessageEndpoint=0x01
ResponseEndpoint=0x81
Interface=0x00
NeedResponse=0
CheckSuccess=20

Agora é só salvar e sair no editor Nano (Ctrl + O e Crtl + X), e pronto!

Para testar, reinicie seu PC e reconecte seu modem: à partir de agora seu Ubuntu estará reconhecendo automaticamente sua conexão 4G da Claro.

Quer continuar por dentro das novidades do Blog Seja Livre? Siga o nosso perfil no TWITTER, curta a nossa página no FACEBOOK ou adicione o Blog Seja Livre nos seus círculos do GOOGLE+.