Fazendo uma limpeza completa no seu Ubuntu em modo texto e gráfico

Share

Percebi que muitos questionam como se faz a limpeza em uma distribuição GNU/Linux. Muitos novos usuários têm dúvidas de como fazer a limpeza de arquivos temporários; desfragmentação do disco rígido e por fim a limpeza e desfragmentação dos “registros”.

Aos novos usuários do GNU/Linux, informo que não existe desfragmentação do disco rígido nem tampouco limpeza e desfragmentação do “registro” do sistema. Por se tratar de um sistema operacional diferente do que costumeiramente se teve ou tem o costume de usar, essas características de manutenção não existirão no GNU/Linux. Basta somente que se faça a limpeza de arquivos inúteis ao sistema. Os arquivos temporários no GNU/Linux são armazenados em “/tmp” não tendo necessidade de remover o conteúdo deste diretório manualmente pois o próprio sistema purga esses arquivos automaticamente ao ser desligado pelo usuário.

Neste artigo mostrarei a limpeza em modo texto e em modo gráfico.

Ressalto que esta dica serve para o Debian também, bastando se logar como root usando o comando “su” no terminal sem a necessidade do comando “sudo” na frente.

Primeiramente tecle ‘Ctrl+Alt+T’ para abrir o terminal e eliminarmos os pacotes desnecessários que não têm mais serventia para o sistema:

sudo apt-get autoremove  -y

O “apt-get autoremove” é usado para remover programas ou bibliotecas que o sistema não está mais usando.

Para fazer uma limpeza em pacotes órfãos e desnecessários iremos instalar o pacote “deborphan”:

sudo apt-get install deborphan -y

Removeremos os pacotes órfãos desta maneira:

sudo apt-get remove $(deborphan)

Para liberar ainda mais espaço no disco rígido será necessário limpar o cache de pacotes baixados em “/var/cache/apt/archives/“. Esse cache destina-se a instalação e atualização de programas para a distribuição Debian e derivados baixados através do comando “apt-get”. Não exclua o conteúdo deste diretório se você pretende por algum motivo reinstalar os programas que você baixou e instalou com o “APT-GET” ou utiliza-los em uma futura instalação do zero. Você pode também gravar esse cache em pendrive ou em um HD externo para uma possível instalação ou reinstalação de pacotes que foram baixados anteriormente. Dessa maneira você irá poupar tempo e dados em uma atualização ou reinstalação de um programa que foi removido outrora.

Para gravar o cache para um dispositivo de armazenamento externo como um pendrive ou HD externo, proceda da seguinte maneira em modo texto:

sudo cp -f /var/cache/apt/archives/*deb /media/nomedodispositivo/

Para gravar novamente para o cache:

sudo cp -f /media/nomedodispositivo/*deb /var/cache/apt/archives/

Você poderá usar o gerenciador de arquivos Nautilus para esta tarefa carregando-o como administrador:

Tecle ALT+F2;

Digite: gksu nautilus

Digite a tua senha de usuário; tecle ‘Ctrl+l’ e depois digite ou copie e cole esse endereço: /var/cache/apt/archives/; tecle ENTER e depois copie o conteúdo deste diretório para o dispositivo de armazenamento de tua preferência.

Muito cuidado ao usar o Nautilus como administrador! Somente o use quando necessário e de preferência opte pelo uso do terminal para essas tarefas administrativas.

Vamos usar o ‘apt-get autoclean’ para remover somente os pacotes obsoletos e que não servirão mais para uma instalação posterior:

sudo apt-get autoclean -y

Você poderá usar o “apt-get autoclean” antes de copiar o cache desejado para o teu pendrive ou HD externo e evitar que pacotes desnecessários sejam copiados.

Se você estiver convicto que não precisará mais desses pacotes e já tiver gravado o cache em um dispositivo de armazenamento de tua preferência, proceda da seguinte forma:

sudo apt-get clean -y

Use o “localepurge” para eliminar os locales de outros idiomas. Você não precisará usar idiomas como o russo e o japonês no teu sistema, não é mesmo? Antes de eliminar os idiomas que você não vai querer em teu sistema, marque as opções pt, pt_BR para pacotes em português, en e en_US para pacotes em inglês.

Instale-o da seguinte forma:

sudo apt-get install localepurge -y

Rode-o deste modo:

sudo localepurge

Para finalizar não esqueça de esvaziar a lixeira. ;-)

Em modo gráfico temos boas opções de limpeza bem mais “humanas” para o usuário final apesar de em modo texto os procedimentos serem bem fáceis e simples. Um software que irei sugerir em modo gráfico é o “BleachBit“. Ele é bem fácil de usar, bastando somente que o usuário marque as opções as quais ele deseja limpar no sistema. Se a opção selecionada for muito lenta conforme o software sugerir, o ideal é que não se faça a limpeza para ganhar tempo.

bleachbit0
Para instala-lo você pode usar a Central de Programas do Ubuntu ou simplesmente usar o “apt-get” no terminal:

sudo apt-get install bleachbit -y

Lance-o clicando no “Painel inicial” ou aperte a tecla “Super” que é aquela tecla com o logotipo do Windows que fica logo à direita da tecla “Ctrl”. Digite “bleachbit”, ou somente parte do nome do programa que você quer usar. O próprio dash se incumbirá de sugerir ou localizar o que você deseja. Aparecerão duas opções de uso do BleachBit que será como usuário comum do sistema e outra como root ou administrador. Se você quiser limpar somente os arquivos inúteis do teu usuário opte pelo “BleachBit” somente mas se quiser limpar o sistema todo use o “BleachBit (as root)” onde será necessário entrar com a tua senha de usuário.

bleachbit1

Logo no início do carregamento do software aparecerá uma opção com algumas particularidades de configuração personalizável para o usuário. Se você não deseja fazer a limpeza de acordo com as opções indicadas é só fechar a janela.

bleachbit3

Por fim marque as opções que você deseja limpar no sistema e logo após clique no botão acima de nome “Limpar”. O software fará uma pergunta se você deseja ou tem certeza em remover os arquivos previamente marcados e depois é só clicar no botão “Excluir”.

bleachbit4

bleachbit5

Uma outra forma de fazer a limpeza em teu sistema em modo gráfico seria com o Ubuntu Tweak. Com este software é possível personalizar o Ubuntu, instalar softwares com repositório PPA e fazer também a limpeza do sistema.

Quem estiver interessado instale-o no terminal dessa maneira:

sudo add-apt-repository ppa:tualatrix/ppa -y

sudo apt-get update

sudo apt-get install ubuntu-tweak -y

O Ubuntu Tweak é um software bastante intuitivo, bastando somente explorar as suas opções que são bem fáceis de usar. ;-)

Quer continuar por dentro das novidades do Blog Seja Livre? Siga o nosso perfil no TWITTER, curta a nossa página no FACEBOOK ou adicione o Blog Seja Livre nos seus círculos do GOOGLE+.