#DicasLPI – 105.1 – Personalizar e trabalhar no ambiente shell – Parte 1

Share

Iniciando um novo tópico em nosso estudo, o shell é o módulo que atua como interface entre o usuário e o sistema operacional. Possui um conjunto de comandos internos (built in) que permite ao usuário solicitar serviços do sistema operacional.

Variáveis…

As variáveis prestam-se à armazenagem de valores. Pode-se dizer que, basicamente, existem 2 grupos de variáveis: as do usuário e as do Bash. As variáveis do usuário são aquelas criadas pelo mesmo em shell scripts, em funções ou até mesmo na linha de comando. As variáveis do Bash tem propósitos especificados. Algumas são de uso do próprio Bash.

Variáveis globais ou locais

Variáveis globais são aquelas acessíveis a todos os processos, exemplos:

PATH – Define os diretórios de programas;

HOME – Define o diretório pessoal do usuário;

SHELL – Determina o shell padrão do usuário.

As variáveis globais são em maiúscula(*importante, anota aí !) , podendo ser listadas com o comando env. Porém se você quer listar “todas”  utilize o comando “set”.

Para todo o sistema…

Quando você   quer definir variáveis globais “para todo o sistema”, defini-se no arquivo /etc/profile, ou se você quer definir para um usuário específico é necessário configurar o arquivo ~/.bash_profile.

Variáveis locais ao shell

São as variáveis definidas no shell corrente. Normalmente usadas em shell scripts.

Acessibilidade…

export

Torna global o valor de uma variável de ambiente.

# export EDITOR=/usr/bin/nano

echo

Exibe o valor de uma variável de ambiente.

# echo $PATH

unset

Exclui o valor de uma variável de ambiente.

# unset EDITOR

 

Sugestões, materiais e complementações referente ao assunto, favor enviar no email ludolf@sejalivre.org.

Quer continuar por dentro das novidades do Blog Seja Livre? Siga o nosso perfil no TWITTER, curta a nossa página no FACEBOOK ou adicione o Blog Seja Livre nos seus círculos do GOOGLE+.