#DicasLPI – 105.1 – Personalizar e trabalhar no ambiente shell – Parte 3

Share

“Sempre em frente… não temos tempo a perder”. Tendo como inspiração a música da Legião Urbana, tempo perdido,  encerraremos esse tópico versando como é possível automatizar a criação de variáveis, aliases, funções e outras personalizações do bash.

Arquivos de configuração do bash

Existem duas maneiras básicas de invocar o bash: após um login de usuário ou a partir de uma sessão já iniciada como é o caso dos scripts. Essas duas maneiras também podem ser classificadas como shell interativo e shell não interativo ( quando o prompt do shell não espera interação do usuário).

Ao iniciar o bash em shell interativo ou como shell não interativo, porém utilizando a opção –login, ele primeiro lê e executa as instruções no arquivo /etc/profile, se o mesmo existir. Em seguida, o bash lê os arquivos ~/.bash_profile, ~/.bash_login e ~/.profile (exatamente nesta ordem) e vai executando as instruções contidas nos arquivos. Ao encerrar a sessão do shell, o bash executa as instruções contidas no arquivo ~/.bash_logout, se o mesmo existir.

Porém, quando o bash é inicializado em um sessão como shell interativo, mas não se tratando como uma sessão X), o bash busca instruções dos arquivos /etc/bash.bashrc e ~/.bashrc, se os mesmos existirem.

Um detalhe a ser observado é que algumas distribuições utilizam o arquivo /etc/environmet para definição de variáveis globais.

Dissecando:

/etc/motd – Contém uma mensagem que é exibida logo quando o usuário realiza o login. É arquivo que pode ser editado, logo, personalizado.

/etc/profile – Define as variáveis de ambiente para todos os usuários. É executado no login de um usuário.

/home/usuário/.bash_profile –  Define as variáveis de ambiente para um usuário. É executado automaticamente no login.

/etc/bashrc – Define os aliases para um usuário. É executado no momento da inicialização do shell.

/home/usuário/.bashrc – Define um aliases para um usuário.

/home/usuário/.bash_logout – Executa os comandos presentes neste arquivo no logout.

/home/usuário/.bash_history – Armazena os últimos comandos digitados pelo usuário.

Sugestões, materiais e complementações referente ao assunto, favor enviar no email ludolf@sejalivre.org.

Quer continuar por dentro das novidades do Blog Seja Livre? Siga o nosso perfil no TWITTER, curta a nossa página no FACEBOOK ou adicione o Blog Seja Livre nos seus círculos do GOOGLE+.