#DicasLPI – 104.5 – Controlar permissões e propriedades de arquivos

Share

Iniciando uma nova saga, apresentaremos a partir deste post o  gerenciamento de permissões e propriedades de arquivos.  Em sistemas linux, existe um sistema de permissão que determina a quem determinado arquivo ou diretório pertence e quais usuários ou grupos podem utilizá – los. Então…vamos ao que interessa !!!

ls -l 

As permissões podem ser listadas através da execução do comando ls -l ou utilizando outras opções do comando ls:

Dissecando:

A primeira letra representa o tipo de arquivo, podendo ser:

d: Diretório;

l: Link simbólico;

c: Dispositivo especial de caracteres;

p: Canal fifo;

s: Socket;

-: Arquivo convencional.

As demais letras são divididas em grupos de três representando:

– Dono do arquivo;

– Grupo do arquivo;

– Demais usuários.

Modificando permissões

As permissões, no universo linux, são apresentadas da seguinte forma:

r  – Leitura;

w – Escrita;

x – Execução.

Chmod

Altera permissões de acesso a arquivos.

# chmod -R g=r,o-r servidores

Opções :

-c : Mostra informações de arquivos modificados;

-f: Não imprime mensagens de erro;

-R: Recursivo, muda o modo de acesso de todos os arquivos e subdiretórios abaixo especificado;

-v: Descreve detalhadamente as alterações de atributos.

Modo Simbólico

É uma lista de expressões na forma <identificador> <operando> <valor> separadas por vírgula.

identificador:

u: Usuário;

g: Grupo;

o: Outros;

a: Todos;

Operando

+ : Adiciona permissão às permissões existentes.

– : Retira permissão das permissões existentes.

= : Assinala explicitamente uma permissão ( anulando as outras).

Valor

r – Permissão de leitura.

w – Permissão para escrita.

x – Permissão para execução.

s – Bit setuid se atribuído a u, bit setgid se atribuído a  g.

t – Bit sticky.

Com isso, realizamos uma abordagem inicial sobre o assunto. Nos próximos post’s iremos dar continuidade ao assunto e apresentando outras ferramentas para um gerenciamento de privilégios eficiente.

Quer continuar por dentro das novidades do Blog Seja Livre? Siga o nosso perfil no TWITTER, curta a nossa página no FACEBOOK ou adicione o Blog Seja Livre nos seus círculos do GOOGLE+.