#DicasLPI – 104.2 – Manutenção da integridade de sistemas de arquivos

Share

Cenários dos quais possuem muita atividade de leitura e escrita de dados em sistema de arquivos,no caso, servidores de arquivos, cache de um servidor squid, entre outros, podem consequentemente apresentar falhas, principalmente no caso de falhas de hardware ou desligamento abrupto. Nestas ocasiões sempre é recomendável a checagem e eventual correção de partições.

Verificando o sistema de arquivos

O comando fsck deve ser executado em partições que apresentarem erros ou em dispositivos que foram desligados incorretamente. Um detalhe importante a ser observado é que a partição deverá estar desmontada ou montada somente leitura (ro), para realizar a verificação.

Algumas opções:

-A : Verifica todos os sistemas de arquivos contidos em /etc/fstab.

-C: Mostra barra de progresso (somente para ext2/ext3).

-N: Não executa, somente mostra o que seria feito.

-p: Repara automaticamente o sistema de arquivos.

-r: Repara interativamente o sistema de arquivos pedindo confirmação.

-t sist_arq : Sistema de arquivos, onde sist_arq pode ser ext2,ext3,reiserfs ou msdos.

Exemplos:

# fsck -t ext3 /dev/sda1

Examinando e corrigindo o sistema de arquivos

Utilizado para inspeção de arquivos, o debugfs, é um depurador interativo de sistemas de arquivos ext2/ext3/ext4. Sua utilização consiste em realizar tarefas de baixo nível, tais como:

– Mudar propriedades de diretórios;

– Examinar dados de inodes;

– Apagar arquivos;

– Criar links e mostrar o log de journalling etc.

Observação – É utilizado em casos extremos, quando o fsck não foi capaz de resolver o problema.

Análise de espaço em disco

Existem dois comandos essenciais para verificação do espaço em disco ocupado por arquivos em uma partição:

df

Utilizado para verificar o espaço livre.

Opções:

-i: Exibe os valores de inodes;

-h: Exibe o número de bytes em formato fácil compreensão.

-k: Exibe os valores em kilobytes.

du

Informa o espaço ocupado pelos arquivos e diretórios.

Opções:

-a: Exibe os dados dos diretórios e arquivos.

-i: Exibe os valores em inodes.

-h: Exibe o número de bytes em formato de fácil compreensão.

-b: Exibe os dados em bytes.

-m: Exibe os dados em megabytes.

-s: Exibe apenas o espaço total ocupado.

Fonte

Quer continuar por dentro das novidades do Blog Seja Livre? Siga o nosso perfil no TWITTER, curta a nossa página no FACEBOOK ou adicione o Blog Seja Livre nos seus círculos do GOOGLE+.