Desbravando o comando tar

Share

Um comando extremamente utilizado para aglutinar arquivos e diretórios dentro de um só arquivo é o tar. Basicamente, o mesmo apresenta as funcionalidades de comprimir ou extrair arquivos. Porém iremos dissecar o comando tar em busca de “algo mais”.

O intuito deste post é demonstrar as funcionalidades do comando tar. Ferramenta extremamente utilizada pelos administradores de sistema linux com intuito de desenvolver rotinas de backup. Iremos demonstrar como comprimir arquivos utilizando o tar, tar.gz ou tar.bz2 , extrair arquivos e outras funcionalidades.

Criando um arquivo tar

# tar cvf ludolfs-04-09-13.tar /home/ludolfs

Dissecando:

c – Cria um arquivo .tar

v– Visualizar o progresso

f – Tipo de arquivo

Criando um arquivo tar.gz

Para criar um arquivo gzip utiliza-se a flag z.

# tar cvzf ludolfs-04-09-13.tar.gz /home/ludolfs

Criando um arquivo tar.bz2

Utiliza-se a flag j.

# tar cvjf ludolfs-04-09-13.tar.bz2 /home/ludolfs

Extraindo um arquivo compactado

Para extrair utilizamos a flag x. Para extrair para um diretório especifico utilizamos a opção -C.

# tar xvf ludolfs-04-09-13.tar

Extrair em um local determinado

# tar xvf ludolfs-04-09-13.tar -C /scripts

Parar extrair arquivos tar.gz, tar.bz2 também utiliza-se a opção x.

Listar o conteúdo de um arquivo compactado

# tar -tvf ludolfs-04-09-13.tar

Para visualizar o conteúdo tar.gz e tar.bz2 também utiliza-se a opção -t.

No próximo post iremos dissecar cada vez mais o comando tar mostrando outros exemplos do mesmo.

 

 

Quer continuar por dentro das novidades do Blog Seja Livre? Siga o nosso perfil no TWITTER, curta a nossa página no FACEBOOK ou adicione o Blog Seja Livre nos seus círculos do GOOGLE+.