Copy, excelente alternativa ao inSync e ao Google Drive

Share

Infelizmente até hoje o Google não se preocupou em lançar um cliente do Google Drive pra Linux. E isso porque a empresa é conhecida como sendo uma das maiores incentivadoras de softwares open source…

Nós, usuários Linux, fomos obrigados a partir pra outros serviços de Cloud Storage (hospedagem nas nuvens), como o Dropbox por exemplo, ou a usarmos ferramentas alternativas pra acessarmos nossos dados no Drive do Google.

Se você usa Ubuntu, a solução do Ubuntu One é incrível porém o espaço é relativamente baixo (5Gb) se compararmos ao Google Drive (15Gb). Existem outros pontos negativos no Ubuntu One, como por exemplo a falta de aplicativos clientes pra outras distribuições. Atualmente só existem versões pra Ubuntu, Windows e Mac.

A algum tempo atrás, quando a mídia começou a falar sobre Google Drive (e a mídia Linux sobre a falta de um cliente nativo pra Linux), surgiram algumas soluções alternativas que funcionam como clientes do Google Drive, como o Grive (que nunca consegui fazer funcionar) e o InSync, que pra mim é a melhor aplicação cliente do Drive… ou pelo menos era.

O inSync, apesar de fantástico e estar disponível pra todas as distribuições Linux e para os principais os ambientes de desktop (Unity, KDE, Gnome, Cinnamo, MATE e etc), era grátis durante o período Beta. E há alguns dias atrás, após o lançamento da versão estável pra Linux, ele passou a ser pago, ou seja, se você usava o inSync no seu Linux (assim como eu) ele simplesmente parou de funcionar… a não ser que você pague U$ 9,90 one-time (uma única vez) pra continuar usufruindo deste serviço.

Se formos olhar de forma prática, pra quem usa o Google Drive constantemente, seria viável pagar. Porém o que me deixa chateado é que o inSync não é do Google. Ele é uma aplicação de terceiros, que se aproveita da brecha de mercado que o Google deu, pra fornecer conexão ao Drive à partir de desktops Linux.

Bom, se você (assim como eu) não acha justo pagar por uma aplicação pra acessar serviços de terceiros, porém que ter um Cloud Storage com um espaço bacana, eu te apresento o Copy.

Comparando-o com as principais alternativas no mercado, o Copy (15GB) tem mais espaço gratuito que o Dropbox (2Gb) e o Ubuntu One (5Gb), apesar de inicialmente ser igual ao Google Drive, porém o sincronismo funciona mais rápido no Copy que nos concorrentes, além de também possuir o cliente para todas as principais plataformas, incluindo Windows, Linux, Mac, iPhone e Android.

Para cada pessoa que aceitar um convite seu para o Copy, tanto você quanto a pessoa convidada receberão 5GB de espaço adicional, e não há limite de quantas pessoas você pode convidar, há pessoas com 160Gb de espaço gratuito no Copy. No Dropbox o limite para espaço gratuito com convites é de 18Gb, no Google Drive nem existe tal funcionalidade e no Ubuntu One só quem convida que recebe 500Mb.

Caso você resolva mudar da versão gratuita para a versão paga, o Copy também é a melhor alternativa, por U$10,00 mensais, você tem direito à 250Gb de espaço, enquanto pelo mesmo preço você só consegue 200Gb no Google Drive, ou 100Gb no Dropbox.

A instalação dele é super simples no Linux. Você irá baixar um tarball (.tar.gz), extraí-lo e rodar um script pra instalá-lo no seu PC. Segue o exemplo de comandos abaixo:

cd ~/Downloads

sudo mv copy* /opt

cd /opt

sudo tar -zxvf copy*

cd copy

ls

Neste ponto você tem a opção de instalar o cliente em sistemas 32 bits (x86) ou 64 bits (x86_64). Para sistemas 32 bits, entre no diretório x86 e para 64 bits, entre no diretório x86_64. Após isso, vamos continuar:

./CopyAgent

Entre com seu login e senha (criados no site do Copy) e escolha onde ficará o diretório do Copy em seu PC. E pronto!

Migre agora mesmo pro Copy e ganhe 5Gb de espaço a mais, clicando no botão abaixo!!

[button color=”blue” link=”https://copy.com/?r=r3mhjg”]Copy Cloud Storage[/button]

 

 

 

Quer continuar por dentro das novidades do Blog Seja Livre? Siga o nosso perfil no TWITTER, curta a nossa página no FACEBOOK ou adicione o Blog Seja Livre nos seus círculos do GOOGLE+.