Canonical realiza pesquisa sobre a participação da comunidade Ubuntu no mundo

Share

O gerente geral da Comunidade Ubuntu, Jono Bacon, apresentou os resultados da pesquisa entre os membros mundiais da comunidade UbuntuSegundo a pesquisa, quase metade dos contribuintes que oficialmente trabalham no desenvolvimento e na tradução do Ubuntu, ou fornecem apoio e suporte a comunidade, vivem na Europa. Outro grupo significante vivem nos EUA, seguido pelos membros da comunidade que vivem na América do Sul.

A maioria dos membros são motivados por seu contato com a comunidade Ubuntu, a oportunidade de ajudar os outros e também por causa de gratidão das pessoas por seu envolvimento. No entanto, também existem desvantagens: alguns colaboradores estão desmotivados pelas brigas e disputas privadas dentro da comunidade, e pelas exigências burocráticas. Quarto lugar na lista de fatores desmotivadores dada por membros foi tomada pelo estilo de liderança da Canonical, onde só ela decide sobre a direção do projeto.

Outra surpresa: enquanto os membros estão geralmente satisfeitos com o Ubuntu e com contribuições de sua comunidade, eles se queixaram de que eles não são consultados pela Canonical, quando as decisões são tomadas. O item no topo da lista de coisas que poderiam ser melhoradas com o Ubuntu foi a comunicação entre a Canonical e a comunidade Ubuntu: os participantes da pesquisa disseram que a Canonical deve incluir membros da comunidade em processos decisórios, e que deve ouvir sugestões da comunidade.

Além de uma análise das respostas, incluindo diagramas de numerosos, as 117 páginas de documentos em PDFPDF também contém as respostas na íntegra dos participantes. Um total de 377 membros da comunidade mundial do Ubuntu participaram da pesquisa, mas apenas 263 responderam todas as perguntas.

 

Fonte: www.h-online.com