Aumentando o desempenho do Ubuntu e Debian com pf-Kernel

Share

Ultimamente temos comentado aqui no Seja Livre algumas formas de se otimizar a performance do seu PC, afim de obter um melhor desempenho. Claro, se você tem uma máquina “parruda” com uma configuração mais atual, é óbvio que você não vai precisar dessas dicas. Porém em nosso país a realidade econômica as vezes não nos permite “trocarmos” constantemente de PC pra acompanhar a tecnologia moderna.

Alguns dos post que abordamos recentemente são:

  1. Dicas de otimização do Ubuntu 13.04 Raring Ringtail
  2. Quatro dicas para otimizar o Unity do seu Ubuntu
  3. Dicas de Otimização do Ubuntu: fazendo seu Ubuntu “voar”

E hoje vamos falar de mais uma forma pra obter maior desempenho no seu sistema: o pf-Kernel.

Ele é um Kernel Linux personalizado, que vem com algumas implementação que não foram incluídas no main line do Kernel Linux. Basicamente estas implementações são responsáveis por melhorar desempenhos de ambientes gráficos, melhorar a paginação do disco e memória RAM e muito mais.

Mas por que estas implementações não vem por padrão no Kernel Linux?

Por vários motivos. O Kernel Linux não é voltado pra desktops ou pra servidores. Ele deve ser genérico pra suportar tudo praticamente, como desktops, servidores, dispositivos móveis e qualquer outra coisa que se possa implementar um kernel Linux, assim como carros!

Instalação

Para instalarmos o pf-Kernel no Ubuntu ou Debian, primeiramente vamos baixá-lo neste link (você deve baixar dois arquivos, o linux-image e o linux-headers, tomando cuidado de respeitar sua arquitetura). E após isso, vamos abrir nosso terminal e seguir os passos abaixo:

cd ~/Downloads

sudo dpkg -i linux-*.deb

init 6

Lembrando queno último comando você irá rebootar seu PC.

Caso queira removê-lo, siga os passos abaixo:

pfkernel=$(dpkg –get-selections | grep linux-.*pf | sed -e ‘s/-pf.*/-pf/g’)

sudo apt-get remove $pfkernel

ATENÇÃO

Apesar do pf-Kernel ser incrível, ele pode não funcionar em alguns sistema que possuam drivers gráficos proprietários. Só siga este tutorial se você tem plena certeza do que está fazendo!!!

Fonte