Asturix On: um gerenciador de desktop Linux totalmente web

Share

Existem diversos gerenciadores de desktop no mundo Linux: GNOME, KDE, LXDE, XFCE, Unity, Openbox, Cinnamon e etc. Com certeza você usa ou já ouviu falar de algum deste. Mas, você já imaginou como seria um gerenciador de desktop totalmente baseado em tecnologia web?

Existe um novo projeto que está desenvolvendo um gerenciador de desktop baseado na Web para Linux, chamado Asturix On. Toda a interface de usuário é programada com tecnologias web apenas, como HTML5, CSS3 e Javascript. Isso é bem legal! Legal para o desenvolvedor, porque podemos construir e ampliar todos os componentes de desktop com facilidade, e legal para o usuário, porque a interface resulta em uma experiência altamente animada e intuitiva!

Algumas caracteristicas dele são:

Bonito e simples: Ele possui um pequeno painel superior (de apenas 24px de altura!) que agrega tudo que você vai precisar, além de aumentar o espaço útil do seu monitor. Neste painel você pode mudar as guias, acessar os menus ou obter toda a informação do sistema através de indicadores, aplicativos ou widgets.

Otimização de efeitos

Não se preocupe se você não tem um super computador com efeitos 3D. O Asturix é automaticamente otimizado para sistemas mais antigos, e não deixa de apresentar lindos efeitos de vídeo.

Suporte a Tablets

O Asturix é baseado em Qt e a interface do usuário usa Sencha, duas bibliotecas que suportam tecnologia touchscreen e podem ser portadas para uma série de dispositivos móveis . Para uma breve demonstração, dê uma olhada neste vídeo:

Planos para o futuro
Asturix On ainda está em fase Alpha e seu desenvolvimento está a todo vapor. Assim que for concluído, possuirá características adições como a capacidade de acesso ao desktop via localização na nuvem, mais widgets e etc. Bem, se você tiver qualquer pergunta ou comentários, por favor visite Asturix Web.

 

Com informações daqui

Quer continuar por dentro das novidades do Blog Seja Livre? Siga o nosso perfil no TWITTER, curta a nossa página no FACEBOOK ou adicione o Blog Seja Livre nos seus círculos do GOOGLE+.