A Intel e o HTML5

Share

Por: Jomar Silva

Desde que comecei a trabalhar como Community Manager de HTML5 aqui na Intel, muita gente me pergunta o motivo da Intel apoiar o HTML5.

“Nossa visão de futuro é um mundo no qual os desenvolvedores podem criar incríveis experiências em plataforma cruzada, que passam livremente de dispositivo para dispositivo e de tela para tela, um mundo em que os aplicativos podem atingir um número maior de clientes e podem ser lançados no mercado mais rapidamente, sem limitações.”

Basta olhar ao seu redor que verá isso com clareza. Provavelmente agora mesmo enquanto você está lendo isso, está cercado por dispositivos eletrônicos através dos quais você consome e produz informações no seu dia a dia. Talvez você não tenha notado ainda, mas os serviços que você consome com maior frequência, provavelmente são aqueles que te propiciam uma experiência contínua, independente de dispositivo. Se ainda não percebeu isso, atente para as redes sociais. As redes mais usadas na atualidade, em maior ou menor grau, te entregam esta experiência: você interage na rede através de seu PC, Smartphone, TV ou Tablet de forma tão parecida, que por vezes você nem percebe que trocou de dispositivo. Há ainda casos onde um serviço que foi criado com um dispositivo em mente (como filmes pela Internet em PCs), acaba sendo mesmo usado em um cenário bem diferente deste (filmes pela Internet assistidos na TV da sala de casa, acessados e controlados por um vídeo game).

Se do lado usuário, você quer sempre a melhor experiência compartilhada entre dispositivos, do lado desenvolvedor isso pode ser um pesadelo. São diversos dispositivos e cada um deles possui seu sistema operacional, seu SDK, sua linguagem de programação e seus “truques” para fazer as coisas funcionarem como esperado.

O HTML5 ajuda muito a reduzir a complexidade deste cenário, pois com uma única base de código, você já consegue suportar diversas plataformas, entregando aos usuários uma experiência contínua de uso, sem que você seja obrigado a manter inúmeras versões do seu software, em diversas linguagens e sistemas operacionais. Mais do que isso, utilizando frameworks (polyfills) e bibliotecas já existentes, você consegue acessar recursos específicos de cada dispositivo, aumentando ainda mais a integração do seu sistema com eles, sem necessariamente aumentar a complexidade de desenvolvimento e manutenção do seu código.

Para saber mais sobre HTML5 e sobre os motivos que levam a Intel a gostar tanto dele, recomendo a leitura deste documento, em Português. Depois de ler o documento, acredito que você vai ter uma visão bem mais ampla sobre o HTML5 e sobre o seu papel no futuro da indústria de tecnologia.

Se já conhece HTML5 ou se tem apenas uma noção básica dele, recomendo uma visita à nossa página de HTML5 do Intel Developer Zone. Ali você vai encontrar diversos exemplos de aplicativos multiplataforma (com código fonte disponibilizado), além de ferramentas e serviços gratuitos para desenvolvimento, testes, depuração e empacotamento de Apps HTML5 para diversas plataformas e dispositivos móveis. Se tiver dúvidas, use nosso Fórum de HTML5, também em Português para esclarece-la.

Quer continuar por dentro das novidades do Blog Seja Livre? Siga o nosso perfil no TWITTER, curta a nossa página no FACEBOOK ou adicione o Blog Seja Livre nos seus círculos do GOOGLE+.