Você sabe como usar o Recovery Mode do GRUB?

Share

Quem não quer ter seu sistema todo atualizado e rodando perfeitamente? Hoje em dia as atualizações das distribuições já ocorrem de forma automática e com uma margem de erros quase que zero, porém quando atualizamos nosso kernel nem sempre as coisas fluem da maneira que queremos: as vezes é o sistema operacional que não dá boot, as vezes é um hardware que parou de funcionar… enfim, apesar de não ser comum, problemas com atualização de kernel ainda existem.

Nestes casos, o nosso querido Grub (que é o carregador de boot das principais distribuições Linux atualmente) possui uma ferramenta para corrigirmos falhas durante o boot do nosso Sistema Operacional.

Neste tutorial irei usar o Ubuntu como exemplo.

O primeiro passo é escolher a opção Recovery Mode no menu do Grub.

Grub < 2.00

Grub 2.00: Se você já utiliza esta versão do Grub no Ubuntu ou Linux Mint, escolha a opção Advanced Options >> Recovery Mode

Na próxima tela escolha “root Drop to root shell prompt

Agora iremos habilitar as permissões de leitura e escrita no nosso sistema de arquivos com o comando abaixo

mount -rw -o remount /

Agora precisamos remover o kernel que deu “crash” no nosso sistema, e para isso utilizaremos o comando abaixo substituindo o XXX pela versão do kernel que queremos remover (ex.: 3.5.3, 3.4.83.4.0, etc.)

sudo apt-get purge linux-image-x.x.x*

Agora vamos verificar qual a versão de kernel que o sistema está utilizando após a remoção no passo anterior

uname -r

Caso esteja na versão que queremos (a última versão que utilizamos que funcionou perfeitamente), iremos atualizar nosso Grub como o comando abaixo:

sudo update-grub

Após isso,

exit

Outra opção é selecionar o kernel que queremos que o Sistema Operacional use durante o boot, na opção “Previous Linux versions

Cuidado que, ao utilizar este segundo método, você não estará removendo o kernel incompatível com seu hardware e sim selecionando um que seja compatível, ou seja, se você “comer bola” durante o boot e o sistema tentar carregar sozinho, ele carregará o kernel problemático.

Quer continuar por dentro das novidades do Blog Seja Livre? Siga o nosso perfil no TWITTER, curta a nossa página no FACEBOOK ou adicione o Blog Seja Livre nos seus círculos do GOOGLE+.

Sobre o Autor

Blogueiro, fundador do Blog Seja Livre, Nerd inveterado, louco por Linux e músico nas horas vagas. Atualmente é o Editor Chefe, Consultor de SEO e Webdesign do Seja Livre, e possui algumas certificações em Linux e Administração de Redes.