Japoneses desenvolveram sistema que transforma qualquer superfície em um computador

Share
banner

Depois do advento das telas sensíveis ao toque, pesquisadores da área da tecnologia querem transformar qualquer superfície ou objeto sensível ao toque. E pesquisadores da Universidade de Tóquio, no Japão, criaram um sistema ‘onipresente’ que transforma qualquer objeto em uma interface de computador.

O Invoked Computing, como foi batizado o sistema, transforma qualquer objeto em um computador completo, sem a necessidade de utilizar um hardware, através de um mecanismo de realidade aumentada presente em todo o espaço de um cômodo da casa, por exemplo, que une imagem e som.

“Por exemplo, se você fizer um gesto, o computador deverá reconhecer isso como ‘eu quero utilizar o telefone’. Então, com um iPhone, por exemplo, você tem tudo em um pequeno aparelho e você tem que aprender como utilizá-lo, aqui nós queremos fazer o oposto, o computador é quem irá aprender o que o usuário quer fazer”, afirmou ao Diginfo um dos pesquisadores envolvidos com o projeto.

A ideia é projetar telas, teclados e muitos outros elementos presentes nos mais diversos modelos de computadores nos objetos que temos em casa como uma caixa de pizza e até uma banana.

“Se você quiser utilizar um laptop, você apenas fará um gesto e ele irá reconhecê-lo, projetará a tela, o teclado e tudo, você não terá que carregar nenhum aparelho, sem bateria ou outras coisas, tudo é onipresente, realidade aumenta onipresente”, afirma o pesquisador.

Os pesquisadores utilizaram um sistema completo de câmeras de alta velocidade, posicionadas estrategicamente para fazer as projeções sobre os objetos. Na primeira demonstração, o grupo transformou uma simples banana em um aparelho de telefone, utilizando além das projeções um alto-falante paramétrico que é capaz de dirigir o som por um feixe bem estreito, dando a impressão de que o som sai da própria banana.

Os usuários do Invoked Computing também poderão interagir com as projeções como se estivessem utilizando uma tela touchscreen. Os pesquisadores já estão trabalhando para aumentar o número de gestos e objetos que o sistema reconhece.

 

Fonte: www.geek.com.br

 

PUBLICIDADE


Quer continuar por dentro das novidades do Blog Seja Livre? Siga o nosso perfil no TWITTER, curta a nossa página no FACEBOOK ou adicione o Blog Seja Livre nos seus círculos do GOOGLE+. Se você usa ORKUT, nós também estamos lá, inclusive no IDENTI.CA e Linkedin.