Guia de discos e partições no Linux

Share
banner

Este artigo é uma tentativa de fornecer informações básicas sobre a nomeação de disco e partição e convenções de numeração, em termos não técnicos, para os novatos em Linux. Eu acredito que um conhecimento básico de todos os aspectos relativos como um disco é referenciado e particionado irá colocá-lo em uma posição melhor para solucionar problemas de instalação e problemas relacionados com o disco.

Informações básicas sobre a tabela de partições e a diferença entre partições primárias e lógicas serão abordadas.

Nomeação do HD : – A primeira coisa que você precisa saber é que não há “drive C” ou “drive E” no Linux. Existem equivalentes, mas quando você se deparar com uma referência a um disco rígido em um sistema Linux moderno, você normalmente irá ver algo como /dev/sda, /dev/sdb, /dev/sdc, etc … O “dev” é o diretório onde se armazena informações dos dispositivos, e neste caso, um dispositivo de armazenamento de bloco. O “sd” é a abreviação de SCSI driver de armazenamento em massa. (SCSI significa Small Computer System Interface). Para o resto deste artigo, o “/dev/” vai ser abandonado, então todas as referências a discos rígidos e partições vai começar com a última parte só.

O primeiro disco rígido detectado por um sistema Linux carrega o rótulo sda . Em termos numéricos, é disco rígido 0 (zero; contagem começa de 0, não 1). O segundo disco rígido é sdb , o terceiro disco, sdc e assim por diante. 

 

Leia essa matéria na íntegra aqui.

 

PUBLICIDADE


Quer continuar por dentro das novidades do Blog Seja Livre? Siga o nosso perfil no TWITTER, curta a nossa página no FACEBOOK ou adicione o Blog Seja Livre nos seus círculos do GOOGLE+. Se você usa ORKUT, nós também estamos lá, inclusive no IDENTI.CA e Linkedin.