Google Drive suporta ODF nativamente antes do previsto

Share
banner

O Google anunciou o suporte nativo ao formato OpenDocument Format (ODF), no Google Drive. Numa mensagem publicada no Google+, a empresa anunciou que a plataforma agora suporta arquivos do tipo ODT (documentos de texto ODF), ODS (folhas de cálculo) e ODP (apresentações), passíveis de serem importados para o Google Docs.

A empresa enfrenta uma pressão significativa do setor público numa escala mundial, agora que o ODF é um requisito em muitos países. Até agora, o suporte para o formato nos produtos do Google tem sido fraco e irregular.

O líder das iniciativas open source do Google, Chris DiBona, explicou que o suporte ao ODF foi implantado em diferentes partes dos sistemas da empresa, utilizando diferentes bases de código e abordagens. Assim, o que funciona num produto pode não ser suportado noutro (hum….).

Mas mesmo com uma melhor aceitação dos arquivos nos processos de importação, não é claro que tenha havido melhorias na exportação do ODF. O Google, como a Microsoft, não torna fácil a utilização do formato como parte de um fluxo de trabalho.

A Google quer comercializar o Drive e os Chromebooks nos mercados do setor público, e o suporte ao ODF tornou-se um fator decisivo.

As informações de “timestamp” (data de criação e alteração, anotações e outros metadados) perdem-se nos processos de exportação. Para ambas as empresas, o ODF é visto como um formato de migração, em vez de trabalho.

Fonte

PUBLICIDADE


Quer continuar por dentro das novidades do Blog Seja Livre? Siga o nosso perfil no TWITTER, curta a nossa página no FACEBOOK ou adicione o Blog Seja Livre nos seus círculos do GOOGLE+.

Sobre o Autor

Blogueiro, fundador do Blog Seja Livre, Nerd inveterado, louco por Linux e músico nas horas vagas. Atualmente é o Editor Chefe, Consultor de SEO e Webdesign do Seja Livre, e possui algumas certificações em Linux e Administração de Redes.

  • Adilson Junior

    Só faltou criar um cliente nativo para Linux