#DicasLPI – Administração de dados SQL – parte 3

Share
banner

Prosseguindo nos estudos, iremos abordar sobre alteração e exclusão em uma tabela. Outro objetivo de nosso estudo é o relacionamento de tabelas uma das principais razões de utilização de banco de dados.

Alteração e Exclusão

Com uma base de dados previamente criada, ás vezes, tem-se a necessidade de alterar os dados já inseridos em uma tabela. Para resolvermos essa necessidade utilizamos a instrução UPDATE:

UPDATE cliente SET telefone = ‘4198-1942’ WHERE id = 5;

Dissecando o comando acima, a instrução altera a coluna telefone da tabela cliente somente onde o campo id igual a 5. Também se faz necessário especificar quais linhas devem ser modificadas, usando a instrução WHERE. Caso a instrução WHERE não seja utilizada, todas as linhas da tabela terão a coluna especificada alterada. Mais de uma coluna pode ser alterada no mesmo comando, utilizando uma vírgula:

UPDATE cliente SET telefone = ‘4198-1993’, nome = ‘Marcos Silvério dos Reis’ WHERE id = 4;

A exclusão de uma linha se dá com a instrução DELETE:

DELETE FROM cliente WHERE ID = 2;

Obs – É extremamente importante utilizar a condição WHERE. Caso uma ou mais linhas não sejam especificadas, todas as linhas da tabela serão excluídas.

Relacionamento de tabelas

Um fator extremamente importante na utilização de banco de dados na função de armazenamento de informações é a facilidade e a agilidade no que se pode cruzar informações.Para tal finalidade, podemos utilizar os relacionamentos, que podem ser aplicados de diversas maneiras. Uma utilização adotada é o emprego da instrução INNER JOIN.

Por outra,também podemos criar uma tabela chamada endereco contendo as colunas id, id_cliente, uf, localidade, logradouro, numero. Nesse caso, a coluna id_cliente especifica um campo id da tabela cliente, ou seja, uma linha específica da tabela cliente.Portanto, toda a linha da tabela endereco possui uma linha correspondente tabela cliente.Como a coluna id_cliente não é um campo de identificação único na tabela endereco, o mesmo valor pode ser utilizado em mais de uma linha dessa tabela, sendo assim, a mesma linha na tabela cliente poderá ter mais de um endereço associado na tabela endereço.Assim, podemos utilizar a instrução INNER JOIN em uma exibição com SELECT para mostrar linhas da tabela cliente e o(s) endereço(s) correspondentes na tabela endereco:

SELECT cliente.nome, endereco.uf FROM cliente INNER JOIN endereco ON endereco.id_cliente = cliente.id;

Na utilização de mais de uma tabela, é interessante especificar a qual tabela cada coluna pertence, como apresentado nos termos cliente.nome, endereco.uf, endereco.id_cliente e cliente.id. No exemplo, o critério de união utilizado pela instrução INNER JOIN foi relacionar todas as linhas da tabela endereco cujo valor da coluna id_cliente fosse igual ao valor da coluna id de uma linha da tabela cliente.

Com isso,encerramos essa saga com alguns exemplos para massificação do conhecimento.Sugestões, materiais e complementações referente ao assunto, favor enviar no email ludolf@sejalivre.org. Até a próxima !!!

 

PUBLICIDADE


Quer continuar por dentro das novidades do Blog Seja Livre? Siga o nosso perfil no TWITTER, curta a nossa página no FACEBOOK ou adicione o Blog Seja Livre nos seus círculos do GOOGLE+.

Sobre o Autor

Entusiasta Linux e Antigomobilista. Deividson é um dos co-fundadores do Seja Livre, e atualmente é Editor de conteúdo e Consultor de Mídias Sociais do Blog Seja Livre. É usuário Fedora e Embaixador do Fedora no Brasil.