#DicasLPI – 102.1 – Dissecando o Sistema de arquivos

Deividson Ludolf 25/04/2012 2
#DicasLPI – 102.1 – Dissecando o Sistema de arquivos
Share

bannerNeste post iremos dissecar alguns sistemas de arquivos e também os principais subdiretórios em um sistema Linux.

Sistema de arquivos

Existem diversos sistemas de arquivos. Alguns muito conhecidos e usados e outros que pouquíssima gente conhece. Iremos apresentar abaixo os sistemas de arquivos cobrados na LPI. Vamos lá:

Ext2,Ext3 e Ext4 – Sistemas de arquivos padrões em diversas distribuições Linux. O Ext2 é a evolução do Ext, não possui jornalização e por isso pode causar perda de dados caso sua máquina seja desligada por falta de energia, por exemplo. O Ext3 é uma evolução do Ext2, sendo que a principal diferença a inclusão do journal. O Ext4 é a última versão deste sistema de arquivos apresentando como principal característica um suporte para tamanhos maiores de volumes e arquivos.

Para maiores detalhes acesse o link abaixo:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Ext4

XFS - O XFS é um sistema de arquivos inicialmente desenvolvido pela Silicon Graphics, Inc. para o seu sistema operacional IRIX. Posteriormente teve seu código fonte liberado e foi adaptado para funcionar no Linux.

JFS – É um sistema de arquivos desenvolvido pela IBM, disponível em licença open source, com o intuito de ser utilizado nos “UNIXes” que a IBM vendia. Além de possuir journal, ele permite que as partições do sistema sejam redimensionadas sem que seja necessário desligar o computador.

GFS2 e OCFS2 - São sistemas de arquivos de uso compartilhado, ou seja, podem ser utilizados por diversos computadores simultaneamente. Muito úteis em sistemas de Alta Disponibilidade e Alta Performance.

Reiserfs - Criado por Hans Reiser e inicialmente mantido pela empresa The Naming System Venture (Namesys), o ReiserFS foi o primeiro sistema de arquivos com suporte a “journaling” incluído no kernel Linux 2.4+. São seus patrocinadores as empresas Novell e Linspire, embora a Novell tenha anunciado em Outubro de 2006 que o sistema de arquivos padrão no Suse Linux passou a ser o ext3.

Subdiretórios

/bin – Contém arquvios binários de comandos essenciais de usuários (disponíveis para todos os usuários).

/boot – Arquivos necessários à carga do sistema. Aonde localiza-se a imagem do kernel e arquivos do bootloader Grub.

/etc – Arquivos necessários para configuração do sistema.

/lib – Arquivos de bibliotecas essenciais ao sistema, utilizadas pelos programas em /bin e módulos do kernel.

/mnt – Diretório destinado a ponto de montagem.

/sbin – Arquivos essenciais ao sistema, como aplicativos e utilitários para a administração da máquina.

/usr – Programas, códigos-fonte e documentação.

/var – Contém arquivos com informação variável. Inclui-se arquivos e diretórios de ordem administrativa, arquivos de log.

Para um maior entendimento é necessário consultar o manual (man) do sistema de arquivos. Entretanto, o manual é “inglês”… você não saca nada de inglês?! Take it Easy! (calma negão! rsrs). Siga este tutorial e traduza os seus manuais para língua portuguesa: http://sejalivre.org/manpages-coloridas-e-em-portugues/

Quando você executar novamente o comando “man hier” verá que seus mans estarão traduzidos, o que facilitará muito o seu aprendizado.

Se ainda restou dúvidas sobre o assunto consulte o endereço abaixo:

http://proton.pathname.com/fhs/

Sugestões, materiais e complementações referente ao assunto favor enviar no email ludolf@sejalivre.org

PUBLICIDADE

Clique Aqui

Quer continuar por dentro das novidades do Blog Seja Livre? Siga o nosso perfil no TWITTER, curta a nossa página no FACEBOOK ou adicione o Blog Seja Livre nos seus círculos do GOOGLE+. Se você usa ORKUT, nós também estamos lá, inclusive no IDENTI.CA e Linkedin.