Comunidade Slackware pede socorro!!!

slackao-18082008
Share
banner

A grande maioria dos projetos de Software Livre são sustentados e financiados por pessoas e empresas que se identificam com o projeto em questão. Sejam distribuições inteiras (com exceção das que são produzidas por empresas, como Ubuntu e Red Hat, por exemplo), pacotes, aplicações, ferramentas ou até sites como o Seja Livre, são mantidos por trabalhos voluntários e de uma comunidade fiel e engajada no projeto.

Porém, como em quase tudo na vida, os projetos de Software Livre, mesmo sendo livres e sem custos pro usuário final, tem custos pra quem desenvolve. Seja custos indiretos como energia elétrica, provedor de internet, manutenção/aquisição de hardware, alimentação, educação, família e etc, ou custos diretos, como hospedagem dos repositórios, tudo gira em torno de dinheiro.

O projeto Slackware (pra quem não sabe o Slackware é uma das distribuições Linux mais antigas) está passando por momentos difíceis. O seu site, Slackware.com, está inoperante por um bom tempo, e ao serem questionados do motivo, um contribuinte do Slackware, Eric Hameleers, aponta o problema:

Hardware antigo, falta de fundos …

Se você já usou ou usa o Slackware, ou quer ajudar os projetos Linux, este é o momento de você contribuir para salvar o projeto. Vá ao site da loja Slackware e clique no botão ‘doar’, ou os ajude comprando suas mercadorias.

Divulgue essa matéria, faça a sua parte como Comunidade: ajude e divulgue!

PUBLICIDADE


Quer continuar por dentro das novidades do Blog Seja Livre? Siga o nosso perfil no TWITTER, curta a nossa página no FACEBOOK ou adicione o Blog Seja Livre nos seus círculos do GOOGLE+.

Sobre o Autor

Blogueiro, fundador do Blog Seja Livre, Nerd inveterado, louco por Linux e músico nas horas vagas. Atualmente é o Editor Chefe, Consultor de SEO e Webdesign do Seja Livre, e possui algumas certificações em Linux e Administração de Redes. É usuário Ubuntu e membro do LoCo Team Ubuntu-BR-SP e da Comunidade Ubuntu-BR.

  • Eduardo Rodrigues Vianna

    Estamos em 2015, e onde está o “fim” do Slackware? E Mandriva, também “acabou”? Realmente, seria bacana o pessoal pensar um pouco antes de comentar.

    • Wilker Azevedo

      kkkkk, rachei de rir do comentário do camarada que você fez referência… dizendo que slack e mandriva chegaram ao fim! kkkk O cara falou a 3 anos atrás! aposto que ele anda muito desatualizado de notícias até hoje. Fui dar uma pesquisada sobre o mandriva e fiquei surpreso, HOJE, exatamente 2 dias atrás, PARECE que a mandriva encerrou o expediente e pendurou o sistema. Consta no wikipedia que a mandriva encerrou dia 27 de maio de 2015 e site realmente está off. Até aí tudo bem, Pois sistemas com a mesma filosofia dele tem vários, por isso o público acaba ficando menor pra cada um, o melhor na minha opinião é Ubunu, e também o BigLinux.
      Já o Slack… difícil de acabar né, pois com essa filosofia dele, é o único, o resto são variantes.

      Minha empresa usa somente Slack, tanto em estações quanto em servidores. Como forma de agradecimento, faço doações mensais, nada mais justo, pois os servidores slack estão me rendendo bons lucros. Além do slack, também faço doações para alguns outros projetos que utilizo na empresa.

      As vezes a gente acaba esquecendo de que é muito simples ajudar com doações, mesmo que seja apenas $1, que vai sair algo em torno de 3 reais, para nós é um valor tão pequeno, mas depois de 500 pessoas ao redor do mundo fizerem o mesmo, já seria mais de 1500 reais que ajuda MUITO nos custos para manter um projeto vivo e sempre atualizado.

      Se eu tivesse link o suficiente, ofereceria hospedagem grátis a vários projetos, mas aqui no Brasil, link não dá em arvore, e o pouco que tem, nos custa um rim! kkkk

  • Pingback: Liberado o Slackware 14, confira!! | Blog Seja Livre()

  • http://Seusite... acvsilva

    Uma coisa é certa: acabou-se os tempos românticos do linux, onde os “homens eram mais homens e escreviam seus próprios drivers de dispositivos”…

    Resta apenas a caçada imaginária contra os “inimigos da liberdade” e outras baboseiras mais, culpando-se os alvos de sempre: microsoft et cia.

    O fim do slackware, e também do mandriva, mostra que o desenvolvimento de uma distro passou a ser coisa de profissionais, com administração eficiente e dinheiro, sim, muito dinheiro por trás.

    As refisefuqui são coisa do passado! Tá na hora de procurar outra trincheira de luta…

    • http://Seusite... eliezer jose

      Falou tudo e mais um pouco acvsilva, uma outra tendência predomina hoje em dia. Que os computadores sejam eficientes e não que apenas funcionem.