Aquele filme que você gosta tanto pode ter sido feito em Linux, sabia?

Dreamworks
Share
banner

Atualmente não é novidade pra ninguém que grandes empresas (e até grandes corporações, como a Marinha dos EUA) usem Linux. E também não é novidade que grandes produtoras de Hollywood usem Linux em diversos estágios da criação de um filme, como afirmou a Pixar, empresa de Steve Jobs conhecida mundialmente por grandes nomes da animação para o cinema, como o Toy Story.

E agora, outro grande nome de Hollywood, a DreamWorks, empresa de nada mais nada menos que Steven Spielberg, e famosíssima por filmes como Madagascar, Monstros vs Aliens, Sherek, Kung Fu Panda, FormiginhaZ, e outros, afirmou usar o Red Hat Enterprise MRG como plataforma da sua infraestrutura de renderização com mais de 30.000 núcleos!

A empresa aprovou o Red Hat Linux como Sistema Operacional principal do seu cluster, que agora é composto de milhares de servidores usados ​​para calcular e produzir os quadros finais dos filmes da DreamWorks Animation.

Eles mudaram de uma solução proprietária para uma solução Ope Source, pois perceberam que seu hardware alimentado por Sistemas Operacionais de código aberto poderia dar-lhes a capacidade alcançar ambições criativas no mercado.

Lans Carstensen, engenheiro principal da DreamWorks afirmou: “O Red Hat é uma tecnologia essencial para as nossas animações.”

Fonte

PUBLICIDADE


Quer continuar por dentro das novidades do Blog Seja Livre? Siga o nosso perfil no TWITTER, curta a nossa página no FACEBOOK ou adicione o Blog Seja Livre nos seus círculos do GOOGLE+. Se você usa ORKUT, nós também estamos lá, inclusive no IDENTI.CA e Linkedin.

Sobre o Autor

Blogueiro, fundador do Blog Seja Livre, Nerd inveterado, louco por Linux e músico nas horas vagas. Atualmente é o Editor Chefe, Consultor de SEO e Webdesign do Seja Livre, e possui algumas certificações em Linux e Administração de Redes. É usuário Ubuntu e membro do LoCo Team Ubuntu-BR-SP e da Comunidade Ubuntu-BR.